Universidade Federal do Oeste do Pará - Ufopa
Instituto de Engenharia e Geociências - IEG

Programa de Ciência e Tecnologia - PC&T

SEJA BEM VINDO !

O pagamento de uma inscrição compreende:

- Palestras

- Mesas-redondas

- 1 Minicurso

- Direito de apresentação de 1 trabalho (submetido conforme o edital)

 

Obs.: para fazer mais que 1 minicurso será pago uma taxa adicional de R$ 10,00. 

Minicursos Disponíveis

           Redação de Patentes - Henry Suzuki (21 e 22 de outubro) - 16 h

              "Tem como objetivo capacitar os participantes a darem primeiros passos na redação de patentes, incluindo a realização de buscas, identificação e leitura de documentos relacionados, definição do escopo da invenção, decisão sobre formas de proteção, elaboração de quadros reivindicatórios e relatórios descritos."

           Fundamento de Refinamento Rietveld - Dr. Alex Cabral - 8 h

              "Identificação de fases. Refinamento de estruturas cristalinas com dados de difração de policristais. Análise quantitativa de fases."

           Dispositivos e Materiais Avançados na Inovação Tecnológica de Alto Desempenho -
  Dr. Fernando Moreira - 4 h

              "Atualmente, a indústria vive uma grande revolução científica onde são inúmeras as inovações tecnológicas que estão surgindo e transformando a vida das pessoas num processo dinâmico onde o mercado visa realizar mudanças para se adequar às exigências dos consumidores. Dentro desse processo é importante destacar as atualizações da tenologia e inovação desenvolvidas para as indústrias que é justamente o fator determinante que permite que o mercado se alinhe aos desejos dos clientes. A quarta revolução industrial, ou indústria 4.0, está em pleno desenvolvimento graças às tecnologias e tendências disruptivas. Em 2017, diversos artigos sobre as 20 tendências e tecnologias para o futuro foi um dos textos mais lidos pelos diversos setores relacionados ao setor produtivo. Segundo o estudo "Fourth Industrial Revolution for the Earth", lançado em 2018 pela PwC, a quarta revolução industrial será um campo fértil para cidades emergentes e sustentáveis o que trará enormes consequências principalmente na inovação social. Uma forma de formular tendências é através de considerar três categorias: Tendências maduras (hoje e nos próximos meses). Tendências de Diferenciação (com crescimento em 2019 e 2020) e Tendências de Exploração (para os próximos 5 a 10 anos). Essas tendências atuais são consequência dos avanços tecnológicos da última década que revolucionaram o mercado global, permitindo o desenvolvimento de negócios criativos graças à chamada inovação disruptiva. A tendência , com a transformação digital, é que isso se acentue nos próximos anos devido ao aumento da capacidade  de processamento dos computadores, à expansão dos dispositivos móveis e ao maior número de aparelhos que poderão ser conectados à web (IoT ou Internet das Coisas). Isso amplia a influência disruptiva para novos domínios, possibilitando que mais pessoas de diferente locais, culturas e vivências possam gerar ideias transformadoras de produtos, serviços e relações. Por exemplo, a indústria 4.0 vem revolucionando os conceitos de chão de fábrica. Muito mais do que um opção parar determinados processos industriais, o conceito tem por princípios básicos uma básicos uma mudança estrutural nos ambientes fabris e de toda a cadeia associada. Essas mudanças são caracterizadas pela implantação de tecnologias até então pouco utilizadas nesse tipo de ambiente. A indústria 4.0 promoverá uma combinação de tecnologias que permitirá às empresas inovar processos produtivos a partir de plataformas integradas de manufatura avançada. No entanto, vale destacar o fato de que tais estruturas serão sustentadas por tecnologias em nuvem (Cloud Computing). O grande benefício disso é que as indústrias se beneficiarão de mais agilidade, flexibilidade, colaboração e modularidade dos processos de produção. A robótica, a Internet das Coisas, a Realidade Virtual e a Inteligência Artificial estão mudando a maneira como vivemos e trabalhamos. Se a terceira revolução industrial ou a revolução digital, envolveu o desenvolvimento de computadores e a tecnologia da informação, a quarta revolução traz no seu cerne a disrupção. Ou seja, a nova era é veloz e impactante. Ela muda a potência do jogo ao abordar uma nova forma de conceber o modo como lidamos com os negócios, com o trabalho e até mesmo com o conhecimento. Não já maus uma compreensão absoluta do que é mesmo possível e onde poderemos chegar com as transformações desta quarta revolução industrial. Para o professor Klaus Schwab, fundador e presidente executivo do Fórum Econômico Mundial existem três aspectos que definem essa dinâmica atual de tudo o que já vivenciamos: a velocidade dos avanços tecnológicos, a abrangência do escopo e o impacto de novos sistemas. Para a grande maioria dos teóricos, a velocidade das descobertas atuais não tem precedentes históricos e deverá transformar de forma vital os sistemas de produção, gestão e governança. Neste minicurso, veremos qual é o impacto nesse processo das áreas relacionadas com materiais e dispositivos avançados na inovação tecnológica de alto desempenho. Certamente, nesse cenário multi, inter e transdisciplinar o engenheiro físico terá um papel fundamental."

           Tópicos em Mecânica Quântica - Dr. Edson Akira Asano - 4 h

              "Neste minicurso vamos abordar inicialmente algumas ideias e conceitos necessários à compreensão da teoria da mecânica quântica. Na sequência vamos introduzir as ferramentas matemáticas gerais adotadas no tratamento dos sistemas quânticos. Por fim a partir do domínio da linguagem e ferramental desenvolvidos vamos considerar sua aplicação à resolução e ao tratamento de alguns problemas da mecânica quântica de partícula única e da mecânica quântica de sistemas de muitos corpos. "

           Bioimpressão - Drª Nadja Fernanda Gonzaga Serrano - 4 h

              "Conceitos, estado da arte e desafios à Engenharia Física.

A bio impressão é uma tecnologia de manufatura aditiva inovadora com grande potencial na área da saúde, pois permite a produção de scaffolds, microtecidos e até mesmo órgãos funcionais com uma distribuição homogênea de células, materiais e moléculas ao longo da estrutura. As etapas da bioimpressão incluem o blueprint (projeção computacional do tecido/órgão a ser impresso), impressão 3D (deposição ordenada de células ou esferoides teciduais e demais componentes) e pós-processamento (maturação do tecido bioimpresso). Os desafios tecnológicos desta área são complexos e envolvem equipes multiprofissionais. Pesquisas em materiais biocompatíveis, biomoléculas indutoras, programas computacionais de modelagem , impressoras 3D biocompatíveis, reatores para maturação de tecidos impressos são necessárias para atender a demanda requerida para a Bioimpressão. O Engenheiro Físico é um profissional com excelente formação para atuar nesta área, sendo o intuito desde minicurso explorar estas facetas."

           Modelagem Molecular Aplicada a Estudos de RMN - Dr. Davi do S. B. Brasil - 4 h

              "Noções de RMN, Cálculos computacionais, Interpretação dos resultados"

           Eficiência Energética em Processos e Instalações de Utilização  - Dr. Petrônio Vieira Júnior - 4 h

              "Eficiência energética associado a produtividade: redução de custos pela adequação tarifária e contatos de fornecimento, redução do consumo pelo retrofit, aumento da produção através da automação de processos, manutenção no controle do consumo e melhoria contínua do processo; Eficiência energética associado ao projeto, operação e manutenção das instalações: uso dos recursos naturais, localização das cargas, perdas nas linhas, otimização do fluxo de processo, eficiência na operação das instalações; Tecnologia para eficiência energética: uso de energia alternativa, acionamentos eletrônicos, tecnologia da automação na eficiência energética."

           Tópicos de Cálculo Vetorial Aplicado à Física - Wagner Pinheiro Pires - 4 h

              "Introdução à matemática vetorial e operação sobre vetores; Gradiente divergente e rotacional; Uso do cálculo vetorial em mecânica: movimento bi e tridimensionais, forças; Uso do cálculo vetorial em eletromagnetismo: Campos elétricos e magnéticos, equações de Maxwell, ondas eletromagnéticas."

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now